Comunicação CAN: Aspectos de Hardware e Pinagem

A Comunicação CAN (Controller Area Network) é um protocolo robusto amplamente utilizado em automóveis e aplicações industriais. Este artigo explora os aspectos de hardware e a pinagem dos dispositivos CAN.

Aspectos de Hardware

Os dispositivos CAN utilizam duas linhas principais:

  • CAN_H (Alta): Transporta o sinal de alta tensão.
  • CAN_L (Baixa): Transporta o sinal de baixa tensão.

Essas linhas são conectadas a um transceiver CAN, que converte os sinais de nível de chip para os níveis CAN apropriados para transmissão no barramento.

Pinagem (Pinout) do Conector CAN

Pino Nome Descrição
1 NC Não conectado
2 CAN_L Linha CAN baixa
3 CAN_G Ground (Terra)
4 NC Não conectado
5 NC Não conectado
6 GND Ground (Terra)
7 CAN_H Linha CAN alta
8 NC Não conectado
9 NC Não conectado

Exemplos de Transceivers CAN

  • MCP2551: Um transceiver CAN popular que converte os sinais CAN_H e CAN_L em sinais de nível TTL que um microcontrolador pode processar.
  • TJA1040: Um transceiver de alta velocidade com capacidade de operar em ambientes ruidosos.

Configuração de Hardware

Para configurar um sistema CAN:

  1. Conecte o transceiver CAN ao microcontrolador.
  2. Ligue as linhas CAN_H e CAN_L ao barramento CAN.
  3. Configure o microcontrolador para utilizar o protocolo CAN com os parâmetros adequados, como taxa de baud e filtros de mensagem.

Aplicações Comuns

  • Sistemas de controle automotivo: Como ABS e unidades de controle do motor (ECU).
  • Automação industrial: Monitoramento e controle de processos.
  • Redes de sensores: Distribuição e coleta de dados em grandes áreas.

Recursos Adicionais

Para mais detalhes sobre a comunicação CAN, visite a postagem original.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Pinagem USB

Pinagem da RS232

Símbolos Elétricos